Sinsjusto se reúne com presidente e juízes auxiliares do TJTO para tratar da URV

08/02/2024 08/02/2024 19:27 373 visualizações

Também foram levados outros assuntos de interesse da categoria 

 

Nesta quarta-feira (07), o SINSJUSTO- Sindicato dos Servidores da Justiça do Estado do Tocantins esteve em reunião com a presidente des. Etelvina Sampaio, os juízes auxiliares Ronicley Alves de Morais e Rosa Maria Gazire e a diretora geral dra. Ana Carina, para tratar sobre o projeto de lei referente à URV. O encontro aconteceu no Tribunal de Justiça. O Sindojusto também esteve presente.

Essa reunião é mais uma das diversas realizadas pela diretoria do sindicato, que tem atuado constantemente para que a implementação do direito aos 11,98% seja realizada o quanto antes. Ainda na oportunidade, foram tratados outros assuntos de interesse da categoria de servidores e servidoras do Judiciário, tais como concurso de remoção, nomeação de mais servidores aprovados no último concurso, substituição dos cargos extintos de oficial de justiça, atendimento no Espaço Saúde aos dependentes dos servidores aposentados, extensão do auxílio saúde para os pensionistas e seus dependentes, requerimento de adequação vencimental  dos auxiliares, entre outros.

A presidente ouviu atentamente as colocações, fez anotações e se comprometeu analisar cuidadosamente tudo que foi discutido. Os representantes fizeram algumas sugestões sobre todos os pedidos. A presidente afirmou que conhece e entende que existem muitas questões que precisam ser analisadas e resolvidas, porém é necessário avaliar cada uma individualmente e que não é possível resolver tudo de imediato, mas que aos poucos vai organizando.  Sobre o projeto de lei, as informações solicitadas pelo relator, a presidente afirmou que já estão sendo providenciadas e o tribunal está se empenhando para que a tramitação seja agilizada e resolvida o quanto antes.

Sobre o concurso de remoção, especialmente para os cargos extintos, o tribunal está analisando a melhor forma de resolver essa questão para que os atuais servidores ocupantes desses cargos não sejam prejudicados, pois reconhece seus direitos. Quanto ao cargo de técnico judiciários, está sendo avaliada a realização de outro concurso de remoção, tão logo seja aprovada a nova resolução que trata o tema, pois a anterior precisava ser atualizada. Assim como as demais pautas, todas serão analisadas com cuidado, sobretudo aquelas que demandam impacto financeiro, às quais a administração precisa ter atenção mais acurada.

Estiveram na reunião representando o Sinsjusto a presidente Maria das Dores; a diretora de assuntos jurídicos Socorro Fernandes.  Pelo Sindojusto esteve presente o presidente Hugo Corrêa.